Economia e Finanças

Economia e Finanças

Feira Desapegue-se

       Desde antes da pousada já trabalhavamos com produtos artesanais. Passamos anos fabricando velas, e hoje nossa lojinha tem muitos trabalhos variados de mosaico e vitrofusão, fabricados com material reciclado. Porém não só de arte vivemos. Fazemos pães, xéleias, oficinas, cursos, trocas, mas sempre pensando na relação ganha-ganha.

       Para entender melhor esse termo, vamos comparar com dois jogos: o tênis e o frescobol. O tênis é uma relação ganha-perde. Quando a bolinha cai no chão e fora do local, faz-se ponto. Alguém tem de ganhar, um jogador será o ganhador e o outro necessariamente será o perdedor.

Já o frescobol não tem essa característica. É que para se ganhar o jogo, não podemos deixar a bolinha cair no chão – os dois jogadores ganham. A ideia e a ação do frescobol são totalmente opostas ao tênis: “Somos bons se tivermos nivelados e juntos, nos ajudando mutuamente, em um verdadeiro trabalho em equipe”.

Para conseguirmos ter uma relação ganha-ganha, precisamos ter uma relação estilo “frescobol” e um comportamento cooperativo com nossos fornecedores, praticando o comércio justo. Paritcipamos de feiras de trocas, recebemos voluntários e WOOFers do mundo inteiro, que ganham a experiência de viver numa ecovila, trabalhar a terra, e nós que ganhamos mãos pra ajudar a plantar e colher.

CARACTERÍSTICAS DO COMÉRCIO JUSTO E SOLIDÁRIO:

I.        Existência de relações comerciais mais justas, solidárias, duradouras e transparentes;

II.        Co-responsabilidade nas relações comerciais entre os diversos participantes da produção, comercialização e consumo;

III.        Valorização, nas relações comerciais, da diversidade étnica e cultural e do conhecimento das comunidades tradicionais; e

IV.        Transparência nas relações comerciais, na composição dos preços praticados e na elaboração dos produtos, garantindo acesso à informação acerca dos produtos, processos, e organizações que participam do Comércio Justo e Solidário

OBJETIVOS DO COMÉRCIO JUSTO E SOLIDÁRIO:

I.        Promover o desenvolvimento sustentável, a justiça social, a soberania, e a segurança alimentar e nutricional;

II.       Garantir os direitos dos produtores, comerciantes e consumidores nas relações comerciais;

III.     Promover a cooperação entre produtores, comerciantes e consumidores e suas respectivas organizações para aumentar a viabilidade destas, reduzindo riscos e dependência econômica;

IV.      Promover o exercício de práticas de autogestão nosprocessos de trabalho e nas definições estratégicas e cotidianas dos empreendimentos, bem como a transparência e democracia nas instâncias, direção e coordenação das atividades produtivas e gerenciais

V.        Estimular relações de solidariedade a partir do comprometimento permanente com a justa distribuição dos resultados e com a melhoria das condições de vida dos participantes;

VI.        Garantir a remuneração justa do trabalho; e

VII.        Valorizar as práticas de preservação e de recuperação do meio-ambiente, com ênfase na produção de produtos de base agro-ecológica e nas atividades de extrativismo sustentável.